O Liberdade

Previsão do Tempo

Campo Grande
+29°C
Grupo Liberdade
Segunda-feira, 21 de agosto de 2017
 
11/08/2017 10h32 - Atualizado em 11/08/2017 10h32

Rose participa da abertura do Festival de Sobá e destaca a herança cultural de MS

Da redação
 
 

A Feira Central e Turística de Campo Grande é o encontro da miscigenação cultural de Mato Grosso do Sul, ao reunir sabores e manifestações fronteiriças e orientais e atrair visitantes de todas as regiões, disse a vice-governadora Rose Modesto, ao participar da abertura da 12ª edição do Festival de Sobá, na noite dessa quinta-feira (10.8). Representando o governador Reinaldo Azambuja, ela destacou a presença secular da colônia japonesa no Estado e a força comercial daquele espaço.

"A feira é um presente para todos nós, para a nossa Capital, e tornou-se forte e atrativa pelo trabalho e dedicação de brasileiros e gente de várias nações, em especial a japonesa, que enriqueceu com sua gastronomia", ressaltou Rose Modesto. Para ela, a realização do festival, além do seu aspecto cultural, traduz a renovação de esperanças do povo brasileiro por um país melhor e uma economia forte por meio de boas iniciativas.

A abertura do festival simbolizou a mistura de raças marcante na identidade do Estado, ao reunir, simultaneamente, cânticos orientais, toque do berrante, som de viola e a interpretação de um trecho da música Trem do Pantanal, hino de Mato Grosso do Sul, nas vozes dos cantores de karaokê Meire Mary Okanayashi e Felipe Hidek Idie. O ponto alto foi a cerimônia do saquê, que representa prosperidade, com a saudação "banzai" (viva!), "kampai" (brinde) e saúde".

Programação

O festival segue até domingo com uma extensa programação, além de variedades de pratos, incluindo exposições, artesanatos, produtos da Parada Nerd e ainda uma "viagem" a destinos de ecoturismo da região Centro-Oeste, com a utilização da tecnologia de imagens em 360º, em um estande montado pelo Sebrae. Outros atrativos: a cozinha show, apresentação de danças japonesas e shows gratuitos no palco montado no estacionamento.

Durante o evento, o prefeito da Capital Marcos Trad autorizou, por meio de edital, o início do processo do registro da Feira Central como patrimônio cultural e imaterial de Campo Grande. Prestigiaram a abertura do festival, que lotou o espaço do antigo terminal ferroviário, o secretário estadual de Administração, Carlos Alberto Assis, a superintendente regional do Iphan, Maria Clara Scardini, e representantes das entidades que congregam a colônia japonesa.



Envie seu Comentário

Este material não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído.
Copyright 2014 © O Liberdade - Todos os direitos reservados. By Bimboo Software

Expediente | Anunciar no site | Trabalhe Conosco | Reportar Erro