O Liberdade

Previsão do Tempo

Campo Grande
+29°C
Grupo Liberdade
Quarta-feira, 13 de dezembro de 2017
 
25/06/2015 11h50 - Atualizado em 25/06/2015 11h50

Prefeito de Bandeirantes será investigado por improbidade administrativa

Andre Farinha
 
 
Sem coveiro, família é obrigada a enterrar parentes em Bandeirantes (Foto: Edição de Notícias) Sem coveiro, família é obrigada a enterrar parentes em Bandeirantes (Foto: Edição de Notícias)

O prefeito de Bandeirantes, Márcio Faustino de Queiroz (PSD), será investigado pelo Ministério Público Estadual (MPE/MS) por improbidade administrativa. O processo tem como base um caso ocorrido em maio de 2014, quando os familiares de Diego Viegas Rodrigues, de 26 anos e Reginaldo Pereira, de 25, falecidos após um acidente de trânsito na BR-163, foram obrigados a abrir a cova e a sepultar os corpos no Cemitério Municipal de Bandeirantes.

De acordo com o MPE, o prefeito Faustino terá de responder por suposta prática de improbidade administrativa em razão da prefeitura não ter providenciado serviços de coveiro para enterrar os corpos. A investigação é comandada pelo promotor de Justiça Pedro de Oliveira Magalhães e, agora, o prefeito deve ser notificado da abertura da apuração.



Seja o primeiro a comentar!

Envie seu Comentário!

Antes de escrever seu comentário, Atenção! O JL NEWS não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!
Restam caracteres. * Obrigatório
Digite as 2 palavras abaixo separadas por um espaço.
 

Este material não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído.
Copyright 2014 © O Liberdade - Todos os direitos reservados. By Bimboo Software

Expediente | Anunciar no site | Trabalhe Conosco | Reportar Erro