O Liberdade

Previsão do Tempo

Campo Grande
+29°C
Grupo Liberdade
Quinta-feira, 13 de dezembro de 2018
 
02/12/2018 08h24 - Atualizado em 02/12/2018 08h24

Motor de arranque sustentável desenvolvida pela Escola do Sesi de Corumbá é destaque nacional

Assessoria Fiems
 

Um carrinho de rolimã que, além de descer, consegue se mover em planos inclinados graças a um motor de arranque movido à energia solar. Desenvolvido por alunos da Escola do Sesi de Corumbá, o projeto foi apresentado durante o 3º Encontro Nacional da Rede Sesi de Ensino, promovido em Brasília (DF), nos dias 29 e 30 de novembro, e chamou a atenção de quem o conheceu.

Tanto que o gerente-executivo de educação do Sesi Nacional, Sérgio Gotti, pediu bis e o trabalho foi apresentado no primeiro dia do evento e, mais uma vez, no encerramento. "Vocês não têm ideia do orgulho que senti ao conhecer o trabalho que vocês desenvolveram com as professoras Ellen e Yolanda. Sou professor de Matemática e Física e gosto muito do que eu faço porque, apesar de estar há algum tempo fora da sala de aula, levo isso para a vida", revelou.

Ele acrescenta que o projeto dos alunos é Matemática e Física pura. "Um motor de arranque em um carrinho de rolimã. Um carrinho de rolimã que não apenas desce, mas também consegue subir, conseguir pensar nisso é brilhante", avaliou o gerente nacional, que também incentivou os alunos da Escola do Sesi de Corumbá a seguirem na área de pesquisa.

"Continuem assim, porque é disso que nosso país, nossa indústria precisa, de pessoas cada vez mais criativas e inventivas. Vocês são um orgulho para a nossa rede de ensino e, podem saber, ficarão conhecidos no Brasil todo por isso. Vocês e os professores de vocês, que também estão de parabéns", acrescentou Sérgio Gotti.

O evento teve como objetivo a troca de experiência entre as equipes pedagógicas das 583 escolas da instituição espalhadas pelo país e, diante da relevância social e aplicabilidade do projeto, foi escolhido para representar Mato Grosso do Sul e apresentar o modelo inovador de educação adotado pela rede no Estado. "Estamos saindo do evento muito felizes. A apresentação da professora Ellen e da professora Yolanda foi maravilhosa, o testemunho que elas deram sobre o trabalho de vocês foi de arrepiar, de emocionar", disse Denise Di Giovani, assessora pedagógica da "Somos Educação", empresa que fornece o material didático da rede de escolas Sesi.

Ela reforça que está gravou a mensagem para dar os parabéns a toda equipe pedagógica da Escola do Sesi de Corumbá e a todos os envolvidos na formação dos alunos. "Quero dizer que vocês continuem trabalhando, porque o projeto de vocês é muito importante, as mudanças que vocês fizeram no motor de arranque, os erros que vocês cometeram até chegar ao protótipo, isso é ciência de verdade", ressaltou.

DNA Steam

"O feedback dado ao nosso projeto foi bastante positivo e reforçou que as escolas do Sesi de Mato Grosso do Sul estão na vanguarda da inovação", avaliou a analista técnica em educação do Sesi de Mato Grosso do Sul, Glaucia Campos, depois de ouvir as avaliações sobre o trabalho.

A analista conta que o projeto dos alunos da Escola do Sesi de Corumbá também mostrou como o "DNA Steam" ganha destaque na metodologia de ensino da instituição, o que também chamou atenção durante o encontro em Brasília. "Ficou claro que a nossa metodologia despertou o interesse dos professores, porque amplia as habilidades dos nossos alunos nas aulas de ciência, tecnologia e exatas, promovendo maior interação e interdisciplinaridade entre as áreas", ressaltou.

"Steam" é uma sigla em inglês para as disciplinas Science, Technology, Engineering, Arts e Mathematics (Ciências, Tecnologia, Engenharia, Artes e Matemática). Nas escolas dos Sesi estas matérias são aplicadas de forma integrada, principalmente durante o desenvolvimento de projetos, o que prepara melhor o aluno para resolver desafios e criar soluções práticas.

Carrinho de rolimã

Sob orientação das professoras Ellen Conrado, de Física e Matemática, e Yolanda Rolim, de Língua Portuguesa, os alunos da 1ª série do Ensino Médio da Escola do Sesi de Corumbá criaram um motor de arranque para um carrinho de rolimã que é movido à energia solar. O projeto mobilizou não somente docentes de diversas disciplinas, como Física, Matemática, Geografia e Português, mas também contou com a ajuda de instrutores do Senai, pais e a comunidade de Corumbá.

A concepção do projeto teve início durante uma discussão em sala de aula sobre a necessidade da ampliação de uso de fontes de energia renováveis e o uso racional dos meios de transporte. A ideia do carrinho de rolimã veio de um aluno, que contou como brincava quando era criança. Já o uso de placas solares surgiu na aula de Geografia, em razão das altas temperaturas e incidência solar registradas em Corumbá.

Para encontrar uma forma de tornar o uso das placas viável do ponto de vista financeiro, os alunos recorreram ao instrutor Tiago Augusto de Toledo, que trabalha com placas voltaicas no Senai. Então, o instrutor Andrew Siqueira Luciano, do curso de Mecatrônica, entrou em cena para orientar o grupo sobre a construção do protótipo do carrinho de rolimã.

Feito de madeira, o marceneiro Adriano Arruda se voluntariou para auxiliar os estudantes. As pesquisas dos alunos continuam, porque eles ainda estão em busca de encontrar formas de aprimorar o protótipo. O grupo estuda formas de criar uma placa de custo viável ao projeto.

Este material não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído.
Copyright 2014 © O Liberdade - Todos os direitos reservados. By Bimboo Software

Expediente | Anunciar no site | Trabalhe Conosco | Reportar Erro