O Liberdade

Previsão do Tempo

Campo Grande
+29°C
Grupo Liberdade
Sábado, 20 de abril de 2019
 
06/09/2018 09h44 - Atualizado em 06/09/2018 09h44

Emprestada à UFGD, rara coleção de vespas do Museu Nacional escapa da destruição

Andre Farinha
 
 

Emprestadas à Universidade Federal da Grande Dourados, a raríssima coleção de vespas pertencente ao Museu Nacional, no Rio de Janeiro (RJ), escapou da destruição. Como é de conhecimento, o museu, um dos mais importantes do planeta, foi totalmente destruído por um incêndio no último domingo (02) e teve muita de suas peças perdidas ou danificadas pelas chamas. De acordo com as informações, as 82 vespas da coleção estão guardadas em um dos laboratórios da UFGD.

Os insetos estão no Estado há dois anos, onde servem de base para uma tese do doutorando em Biologia, Breno Maycon Trad. A direção da UFGD informou que a coleção era para ter sido devolvida ao Museu Nacional no decorrer deste ano, entretanto, a pesquisa, que apura a relação entre as espécies e evolução do corpo ao longo do tempo de vespas encontradas na América do Sul, não foi concluída e atrasou a entrega.

A coleção é uma das poucas que existem no mundo. Ao todo, são 82 vespas retiradas de várias cidades do Brasil e de outros países, sendo que boa parte delas tem mais de 100 anos, algumas foram coletadas entre os anos de 1917 e 1922.  De acordo com historiadores e pesquisadores, muitos materiais coletados no Pantanal e na região de Bonito estavam no Museu Nacional, como o fóssil do cavalo pantaneiro, quem tem pelo menos 18 mil anos, e ainda não foi encontrado no meio dos destroços.



Envie seu Comentário

Este material não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído.
Copyright 2014 © O Liberdade - Todos os direitos reservados. By Bimboo Software

Expediente | Anunciar no site | Trabalhe Conosco | Reportar Erro