O Liberdade

Previsão do Tempo

Campo Grande
+29°C
Grupo Liberdade
Domingo, 23 de setembro de 2018
 
22/05/2018 09h42 - Atualizado em 22/05/2018 09h42

Dia de jogo do Brasil na Copa do Mundo não é feriado

Andre Farinha
 
 

Os jogos da Copa do Mundo de futebol estão para começar, o inicio da competição é no dia 14 de junho, mas a Seleção Brasileira só estreia no dia 17, em um domingo, a partir das 14 horas (MS). Os outros dois jogos desta primeira fase serão na sexta-feira (22), às 08 horas (MS), e na quarta-feira (27), às 14 horas (MS). Com isso, surge a dúvida e a expectativa por parte de empregados e funcionários quanto ao possível encerramento das atividades comerciais das empresas nestas datas.

Entretanto, os patrões não são obrigados a dispensar seus funcionários e nem mesmos os órgãos públicos são obrigados a decretar ponto facultativo nos dias em que o Brasil for jogar. "O que muitas companhias estão fazendo é adotar um horário especial nos dias dos jogos do Brasil para que os funcionários possam acompanhar, mas diante a necessidade de compensação dessas horas", explica o professor de direito do trabalho da Faculdade Presbiteriana Mackenzie Rio, Leandro Antunes.

Ainda segundo ele, na empresa em que não tiver acordo, o empregado terá que trabalhar normalmente mesmo na hora das partidas do Brasil. "Há casos em que os gestores podem abonar as horas não trabalhadas ou permitir uma compensação. A negociação é livre e vai de caso a caso. A nova legislação trabalhista permite essa flexibilização. Quando a negociação é feita diretamente com o patrão por meio de um acordo individual, a compensação das horas extras deve ser feita em no máximo de seis meses, mas se foi feita por meio de uma convenção coletiva, esse prazo passa para um ano".

Já nos casos em que a empresa permite que o funcionário assista aos jogos nas dependências do local de trabalho e não gastem tempo com deslocamentos, geralmente, a não é descontado esse tempo do empregado já que ele ficou à disposição das empresas. "Nesse sentido, se acontecer algum imprevisto, o funcionário pode ser acionado para resolver o problema, mesmo na hora em que estiver assistindo à partida", finaliza. 

Na última Copa do Mundo, em 2014, quando o Mundial foi disputado no Brasil, a maioria das empresas e órgãos públicos fechou nos horários em que a Seleção jogou. Os bancos, por exemplo, adotaram um horário diferenciado para poder atender aos clientes. Outras empresas, como redes de supermercados e lojas varejistas, instalaram telões para que os funcionários pudessem acompanhar os jogos sem deixar a sede da empresa.



Envie seu Comentário

Este material não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído.
Copyright 2014 © O Liberdade - Todos os direitos reservados. By Bimboo Software

Expediente | Anunciar no site | Trabalhe Conosco | Reportar Erro