O Liberdade

Previsão do Tempo

Campo Grande
+29°C
Grupo Liberdade
Terça-feira, 27 de junho de 2017
 
14/07/2015 12h21 - Atualizado em 14/07/2015 12h21

Conheça a técnica de despigmentação da sobrancelha e veja suas contraindicações

Caras
 
 
Entenda como é feita a despigmentação da sobrancelha (Shutterstock) Entenda como é feita a despigmentação da sobrancelha (Shutterstock)

A despigmentação da sobrancelha é um método bem eficaz para corrigir as sobrancelhas. De acordo com a esteticista e designer de sobrancelhas profissional do Studio Über, Neusa Grassi Verotti, existem diversos métodos eficientes: o laser, ácidos, excisão cirúrgica, dermoabrasão e a técnica salina.

Na aplicação do laser, ela explica: "A pele demora cerca de 30 dias para criar a casquinha e se recompor. Isso é normal, pois a pele sofreu uma agressão. O uso do laser vai diminuir esse processo e os resultados dependem do laser e da onda utilizada no processo de remoção, ou ainda da cor e quantidade do pigmento usado". Já os ácidos são os mais indicados, já que aceleram a renovação celular, descamam a pele, removem a pigmentação e possuem um risco menor de deixar cicatrizes na pele.

Neusa explica que a excisão cirúrgica normalmente é realizada em ambulatório com anestesia local e consiste em cortar o pigmento, remover completamente a lesão da pele e suturar as bordas da pele juntas. Porém, não é aconselhável. A dermoabrasão, consiste em "refinar a pele com um instrumento abrasivo lixamento e as chances de cicatrizes são pequenas"; a técnica salina é feita com os princípios científicos de osmose e equalização da pele, com água salgada concentrada ou soro fisiológico, que é colocado sobre o pigmento da pele formando uma crosta que cai e remove o pigmento. Por conta disso, ela explica que o risco de deixar cicatrizes é baixo.

Por ser um processo mais complicado que a micropigmentação, Neusa alerta que ela deve ser feita como a última opção, sendo aconselhável para pessoas que necessitam de correções no desenho, cor e clareamento da mesma.

A especialista ainda explica que os riscos dependem bastante do método escolhido. "A despigmentação da pele é contraindicada para gestantes e lactantes. Caso você tenha algum problema de saúde, também é importante informar ao médico antes de realizar qualquer procedimento e não é aconselhável realizar um procedimento como peeling ou depilação a laser após a despigmentação, pois poderá interferir na cicatrização da pele e também pessoas que possuem diabetes e marca passo".

Depois da aplicação, é possível voltar a fazer a micropigmentação, porém, a data mínima aconselhavél é de pelo menos entre 30 e 40 dias.



Seja o primeiro a comentar!

Envie seu Comentário!

Antes de escrever seu comentário, Atenção! O JL NEWS não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!
Restam caracteres. * Obrigatório
Digite as 2 palavras abaixo separadas por um espaço.
 

Este material não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído.
Copyright 2014 © O Liberdade - Todos os direitos reservados. By Bimboo Software

Expediente | Anunciar no site | Trabalhe Conosco | Reportar Erro