O Liberdade

Previsão do Tempo

Campo Grande
+29°C
Grupo Liberdade
Quarta-feira, 13 de dezembro de 2017
 
19/05/2017 11h05 - Atualizado em 19/05/2017 11h05

Sesau atendeu 104 mil pacientes; 93 mil ainda precisam se vacinar contra a gripe

Da redação
 
 

A Secretaria Municipal de Saúde Pública de Campo Grande (Sesau) vacinou 104.654 pessoas contra a gripe em um mês de Campanha de Vacinação: entre 18 de abril e 17 de maio. Faltando uma semana para o fim da mobilização, mais de 93 mil ainda precisam tomar as doses e a população do grupo de risco é de 197.737. (confira o Boletim de Imunização)

A vacina está disponível em todas as unidades básicas de saúde (UBS) e de saúde da família (UBSF) das 7h30 às 11h e das 13h às 17h e as equipes de vacinação podem distribuir senhas para organizar o fluxo. Na Praça Ary Coelho o trailer da Sesau atende até este sábado (20), sem intervalo para o almoço.

Os dados divulgados hoje pela Coordenadoria de Vigilância Epidemiológica (CVE) apontam que os idosos com mais de 60 anos é a população que mais se vacinou, atingindo a marca de 51.557, seguido pelas crianças de 6 meses a menores de 5 anos, com o total de 26.049

As gestantes representam 4.067, e as púerperas (mulheres até 45 dias após o parto), 946. Os profissionais da saúde somam 10.473 pessoas vacinadas. Neste ano, o Ministério da Saúde (MS) inseriu os professores no grupo de risco e eles somam 3.319 doses aplicadas. Os indígenas contabilizam 631 pessoas enquanto que os portadores de doenças crônicas, 7.495. A população privada de liberdade contabiliza 33 doses aplicadas e os e funcionários do sistema prisional, 151.

"Estes números preocupam, pois o inverno está chegando e é o período com maior incidências dos casos de doenças relacionadas ao vírus influenza, mas até agora, muitas pessoas ainda não procuraram as unidades de saúde para tomarem as doses", disse a coordenadora de Vigilância Epidemiológica, Mariah Barros.

Quem deve se vacinar?

O Ministério da Saúde recomenda a vacinação para indivíduos com 60 anos ou mais de idade, crianças na faixa etária de 6 meses a menores de cinco anos, as gestantes, as puérperas, os trabalhadores de saúde, os povos indígenas, os grupos portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais, os adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas, a população privada de liberdade, os funcionários do sistema prisional e professores (público ou privado) do ensino básico, médio e superior.

O que é preciso para se vacinar?

Para receber a dose, todos devem apresentar o Cartão Nacional de Saúde (CNS) e/ou número prontuário da rede de saúde de Campo Grande (Hygia); documento pessoal de identificação; e, a caderneta de vacinação (caso tenha).

Além dos documentos exigidos para todos, os profissionais de saúde devem apresentar a carteira do conselho ou holerite; as gestantes e puérperas: cartão da gestante, laudo médico ou exames com identificação; e os indígenas: cadastro na SESAI.

Já os professores devem apresentar um holerite e os documentos obrigatórios para todos do grupo de risco. Os portadores de doenças crônicas precisam apresentar e deixar nas unidades de vacinação, cópia do laudo indicando a doença ou uma receita, ambos com carimbo e assinatura do médico.

Plantão de Vacinação

Cinco unidades de saúde ficam aberta neste sábado (20) e domingo (21) para aplicar as doses nas pessoas que integram o grupo de risco: os Centros Regionais de Saúde Nova Bahia, Tiradentes, Aero Rancho, Coophavila e a UBS Coronel Antonino. Estas unidades ficam abertas das 7h30 às 11h e das 13h às 17h.



Envie seu Comentário

Este material não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído.
Copyright 2014 © O Liberdade - Todos os direitos reservados. By Bimboo Software

Expediente | Anunciar no site | Trabalhe Conosco | Reportar Erro