O Liberdade

Previsão do Tempo

Campo Grande
+29°C
Grupo Liberdade
Sábado, 23 de junho de 2018
 
12/03/2018 15h56 - Atualizado em 12/03/2018 15h56

Prefeitura vai convocar mais 291 agentes de saúde aprovados em concurso

Da redação
 
 

A Prefeitura de Campo Grande convocará ainda neste mês mais 291 aprovados em concurso público. Serão chamados todos os aprovados no concurso para agentes de combate às endemias, no total de 138, e 153 agentes comunitários de saúde.

O concurso para agente de combate a endemias oferecia 100 vagas e 192, dos 4.024 inscritos, foram aprovados. Destes, apenas 54 haviam sido convocados. Com a nova convocação, de 138, a atual gestão chamará todos os aprovados no concurso: 192.

Já o concurso para Agente Comunitário de Saúde ofereceu 210 vagas e teve 7.439 inscritos. Entre os inscritos, 965 foram aprovados e 55 haviam sido convocados. Com a nova convocação, de 153, a Prefeitura terá convocado 208 agentes comunitários aprovados em concurso.

"Estamos cumprindo mais um compromisso do nosso plano de governo, valorizando os servidores efetivos. Além disso, contribuindo para outra meta nossa, de redução dos casos de doenças provocados pelo Aedes aegypti", declarou o prefeito.

O secretário de Finanças e Planejamento, Pedro Pedrossian Neto, explica que a convocação não vai onerar a folha de pagamento da Prefeitura, visto que 95% da remuneração dos agentes é paga pelo Sistema Único de Saúde

Atualmente, a Prefeitura de Campo Grande tem 1.387 agentes comunitários de saúde e 217 agentes de combate a endemias, que têm trabalhado bastante para a redução de casos de doenças provocadas pelo mosquito Aedes aegypti.

Segundos dados do boletim epidemiológico, os casos de dengue tiveram redução de 95% se comparado o ano de 2017 (primeiro ano da atual gestão) com 2016. Todavia, estudos revelam que 80% dos focos do mosquito continuam sendo encontrados dentro das residências, o que justifica a contratação destes servidores.

O sucesso do trabalho, com redução significativa dos casos de doenças provocadas pelo mosquito, também é resultado do investimento da Prefeitura para garantir melhor remuneração aos trabalhadores. Recentemente, a atual administração garantiu o pagamento de "Parcela Extra" do ano de 2017 para os agentes comunitários de saúde (ACS), de combate de endemias (ACE) e de Gratificação de Incentivo à Produtividade dos agentes de saúde pública (ASP), através de um decreto que valoriza ainda mais as categorias.

Trabalho do Agente de Combate às Endemias

Cabe ao Agente de Combate às Endemias desenvolver ações educativas e de mobilização da comunidade relativas ao controle das doenças/agravos; executar ações de controle de doenças/agravos interagindo com os ACS e equipe de Atenção Básica; identificar casos suspeitos dos agravos/doenças e encaminhar os pacientes para a Unidade de Saúde de referência e comunicar o fato ao responsável pela unidade de saúde; orientar a comunidade sobre sintomas, riscos e agente transmissor de doenças e medidas de prevenção individual e coletiva; executar ações de campo para pesquisa entomológica, malacológica e/ou coleta de reservatórios de doenças; mobilizar a comunidade para desenvolver medidas simples de manejo ambiental e outras formas de intervenção no ambiente para o controle de vetores, entre outras.

Função dos Agentes Comunitários de Saúde

O profissional Agente Comunitário de Saúde realiza atividades de prevenção de doenças e promoção da saúde, por meio de ações educativas em saúde realizada em domicílios ou junto às coletividades, em conformidade com os princípios e diretrizes do SUS; estende, também, o acesso da população às ações e serviços de informação, de saúde, promoção social e de proteção da cidadania.

As atribuições designadas ao ACS estão dispostas na Portaria GM/MS nº 1.886, de 18 de dezembro de 1997, e no Decreto Federal nº 3.189, de 04 de outubro de 1999, que fixa diretrizes para o exercício de suas atividades, possibilitando uma proposição qualitativa de suas ações e evidenciando um perfil profissional que concentra atividades na promoção da saúde, seja pela prevenção de doenças, seja pela mobilização de recursos e práticas sociais de promoção da vida e cidadania ou mesmo pela orientação de indivíduos, grupos e populações, com características de educação popular em saúde e acompanhamento de famílias.



Envie seu Comentário

Este material não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído.
Copyright 2014 © O Liberdade - Todos os direitos reservados. By Bimboo Software

Expediente | Anunciar no site | Trabalhe Conosco | Reportar Erro