O Liberdade

Previsão do Tempo

Campo Grande
+29°C
Grupo Liberdade
Terça-feira, 21 de maio de 2019
 
04/10/2018 10h04 - Atualizado em 04/10/2018 10h04

Limpeza de ruas e reparos, o dia seguinte à tempestade na Capital

Andre Farinha
 
 

A manhã desta quinta-feira (04) é de muita limpeza nas ruas e avenidas de Campo Grande, segundo a Prefeitura Municipal, pelo menos 700 servidores estão mobilizados para os serviços de reparos emergenciais nos pontos danificados pela forte tempestade que atingiu a cidade na tarde de quarta-feira (03). Situação parecida acontece nas casas de famílias carentes do bairro Nova Lima, uma das regiões mais afetadas pela chuva, que destelhou e alagou imóveis.

De acordo com a Sisep, ainda hoje será executada a obra para reconstituição da encosta do gabião em um trecho do Córrego Prosa, que rompeu com a força da enxurrada. Os mesmos serviços serão feitos na Avenida Rachid Neder, no cruzamento com a Avenida Ernesto Geisel, cujo local teve parte do asfalto arrancado. A equipe vai fazer a limpeza no local e reconstituir a pista.

Na Avenida Ernesto Geisel, que é sempre tomada pela enxurrada nos dias de tempestade, a terra cedeu e parte da estrutura que segurava o córrego caiu. No trecho em frente ao Centro de Belas Artes, a parede de contenção do córrego cedeu dos dois lados da vida, no local, os dois lados da via estão interditados, o trânsito circula pela pista do meio, em direção ao centro.

Ainda na avenida, agora em frente ao Shopping Norte Sul Plaza, onde acontecem às obras de contenção de enchentes no Rio Anhanduí, houve o assoreando de parte do rio.

A rotatória da avenida Rachid Neder, na região do Córrego Segredo, está interditada por conta de uma árvore que está caída na vasão de água. No trecho próximo da rua Rui Barbosa parte do asfalto cedeu. Já na Rua 25 de Dezembro, esquina com a Rua Dr. Dollor Ferreira de Andrade, o asfalto foi arrancado pela força da água.

No Fórum de Campo Grande, que também sofreu com a chuva, opera sem sistema de internet e impressoras. Funcionários da limpeza estão reorganizando o local, apesar dos transtornos, não houve suspensão de audiências.

Pelo menos um Ceinf (Centro de Educação Infantil), no bairro Nova Lima, teve as aulas suspensas. No local, parte das salas ficou alagada e a quantidade de água que se alojou na laje causa goteiras.

A Defesa Civil está avaliando as condições físicas das casas afetadas pelas chuvas. Pelo menos três imóveis, dois na Ernesto Geisel e um no bairro Monte Castelo, serão periciados.

Na Santa Casa, onde houve alagamento das salas cirúrgicas, os procedimentos foram suspensos podem chegar a 100 e pelo menos 60 pacientes terão as cirurgias remarcadas. Apenas a metade do centro cirúrgico está em funcionamento. Na Maternidade Cândido Mariano, o forro cedeu no acesso à ala de alta hospitalar e dois leitos teriam sido interditados.

O Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia) informou que os ventos atingiram 70,92 km/h, 36,2 milímetros de chuva foram registrados durante pouco mais de uma hora de tempestade. A previsão é que novas chuvas aconteçam até o final de semana, com os ventos e trovoadas, principalmente no período da tarde.



Envie seu Comentário

Este material não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído.
Copyright 2014 © O Liberdade - Todos os direitos reservados. By Bimboo Software

Expediente | Anunciar no site | Trabalhe Conosco | Reportar Erro