O Liberdade

Previsão do Tempo

Campo Grande
+29°C
Grupo Liberdade
Terça-feira, 17 de outubro de 2017
 
30/04/2012 09h51 - Atualizado em 30/04/2012 09h51

Alcoolismo e outras dependências químicas, a oportunidade de Vida, existe.

O tratamento pode ser aplicado em pessoas com doenças provocadas ou agravadas pelo abuso uso de álcool ou outras drogas.

 
Dirceu Martins
 
Alcoolismo não tem cura, mas pode ser controlado pela abstinência. A noção da “nunca mais” é, talvez, o fator que mais influa na disseminação da doença. O objetivo maior do alcoólatra é poder beber como as outras pessoas. Estabelecer um limite.
Métodos de tratamento dos mais variados são conhecidos. Desde o tratamento psicológico ambulatorial quanto os tratamentos com internação e uso de medicamentos para atenuar a síndrome da abstinência.
Aqui apresentamos um tratamento alternativo de grande eficácia, desenvolvido por uma Clínica Médica de São José do Rio Preto, município do Oeste de São Paulo, e que vem obtendo excelentes resultados também com outros tipos de dependência. Esqueça o que você já conhece, se permita outra metodologia.
 

Pesquisas mostram que 40% dos jovens brasileiros consomem álcool regularmente, e este número tem crescido nas adolescentes do sexo feminino. Também mostram que o torpor provocado pelo consumo da substância leva os jovens a praticarem o sexo sem preservativo, expondo-os ao mundo das drogas ilícitas ou às doenças sexualmente transmissíveis e gravidez precoce.

Mas pesquisas não vivem a sofrida realidade do alcoólatra que reflete com igual intensidade e dor naqueles que o rodeiam, em especial seus familiares. Sejam eles adultos ou jovens, perdem o controle de suas vidas, que passa a ser guiada pela bebida. Deixam de ser seres humanos comuns e se tornam apenas “Dependentes”.

Da mesma forma as drogas ilícitas, maconha, cocaína, heroína, crack, merla, extasy e outras menos comuns, que envolvem suas vítimas, arrasam suas finanças, suas profissões e empregos, e arrastam consigo toda uma família e o universo de parentes.

O medo do “nunca mais vou poder beber (ou fazer uso de outra substância) enquanto viver”, e a ideia de isolamento do grupo social é menor apenas que o desejo contido, íntimo, de conseguir superar esta doença, ou vício como é definido com mais frequência e menos lógica

O enfrentamento

Em que pese todo o fator psicológico, mesmo quando em tratamento, a dependência tem um forte fator físico/químico que impele o dependente a “tomar só uma”. E todos sabem que a “uma” não tem fim.

Para esta edição, entramos em contato com o Dr. José Toufik Rahd, médico da Clínica Médica Dr. Toufik Rahd, de São José do Rio Preto, SP, que desenvolve um programa medicamentoso de ótimos resultados na dependência por álcool e também de outras substâncias psicoativas. Pacientes revelam que logo após o início do tratamento, cessa a necessidade de ingestão da substância, restando, então, tratar os aspectos psicológicos.

A(s) doença(s)

Alcoolismo é uma doença controlável. Um mal cujo avanço pode ser impedido através da abstinência, isto é, interrupção do consumo de bebidas alcoólicas. Mesmo após longos períodos de abstinência, o contato inicial com quantidades mínimas de bebida pode levar à pessoa a ingerir quantidades de bebida iguais ou maiores aos mesmos níveis de consumo anteriores à abstinência.

O que a Clínica oferece não é uma “vacina”, como é dito por tantos quantos foram tratados por este método. Os medicamentos utilizados no tratamento da “síndrome de dependência” podem funcionar com bloqueadores dos efeitos da substância no cérebro ou provocar aversão pelos efeitos causados pela interação de medicamentos e bebida alcoólica.

O tratamento

O método é ambulatorial, realizado usualmente em três fases, com intervalos de 60 dias entre as consultas. Inclui diversos atendimentos clínicos, priorizando a manutenção da abstinência e aquisi-ção de habilidades para lidar com situações de risco. O atendimento é feito na parte da manhã em apenas um dia, a cada fase.

O tratamento abrange síndrome de dependência de substâncias psicoativas como álcool, morfina, maconha, haxixe, skank, sedativos ou hipnóticos (ansiolíticos e indutores do sono), co-caína, crack, pasta base, estimulantes (anfetaminas, anorexígenos) , ecstasy, LSD, tabaco, cola, benzina, éter.

Apesar da eficácia, este tratamento não descarta o acompanhamento psicológico, inclusive o recomenda maciçamente. “Sabemos que os resultados mais efetivos no tratamento da dependência química são alcançados através da combinação terapêutica de tratamento médico e psicológico cognitivo-comportamental”, explica o Doutor Toufik.

O mais importante a ressaltar é que este tratamento pode ser aplicado em pessoas com doenças provocadas ou agravadas pelo abuso uso de álcool ou outras drogas ou com comorbidades a psicoterapia é também recomendada.

Questionado a respeito da possibilidade de estender o atendimento a outras cidades, o Doutor Toufik Rahd esclarece que: “Para atender em outras cidades, eu e minha equipe teríamos de nos locomover periodicamente, o que é inviável. Outra hipótese seria a abertura de franquias, mas esse não é o meu ramo e o código de ética médica é claro em seu artigo 9º. Do capítulo I, que a medicina não deve ser exercida como comércio.”

A Clínica Médica Dr. Toufik Rahd está localizada na Rua Coronel Spínola de Castro, 3155, São José do Rio Preto, São Paulo, e informações mais detalhadas podem ser obtidas pelos telefones (17) 2139-2699; ou pelo site www.clinicadrtoufikrahd.com.br.



(6) Comentários

Envie seu Comentário!

Antes de escrever seu comentário, Atenção! O JL NEWS não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!
Restam caracteres. * Obrigatório
Digite as 2 palavras abaixo separadas por um espaço.
 

O agendamento de consultas deverá ser feito pelo telefone (17) 2139-2699 , de segunda a sexta-feira das 7h00h às 17h00.

Caso ainda não consiga, tente marcar pelo link:

http://www.clinicadrtoufikrahd.com.br/index2.htm

 
Redação em 13 de fevereiro de 2013 às 14:01

ja fiz varias ligaçoes nesse n..01721392699 nao atende..como estrar em contato com a clinica
mim ajude por favor..tenho urgencia

 
maria em 13 de fevereiro de 2013 às 12:52

Maria, boa tarde!

Você pode ligar no telefone da clínica (consta no final da matéria) e obter todas as informações. Agradecemos a atenção de sua leitura.

jornalista Dirceu Martins.

 
Redação em 13 de fevereiro de 2013 às 11:35

sou de goias gostaria de marcar uma consulta pra meu filho,dependate de alcool e drogas

 
maria em 12 de fevereiro de 2013 às 11:49

Esta clínica foi uma benção que caiu do céu.Meu vizinho começou a levar os seus funcionarios la e obtendo resultados e ai me convidou pra ir com eles.Pois estava querendo parar de fumar.Ja tinha tentado varias vezes parar com este vicio terrivel.Ai um belo dia ,resolvi ir la e levei meu irmão que tbm estava dependente do alcool,dando um trabalho enorme pra família.Foi ótimo!!!estamos muito felize

 
Joana Darc Aparecida Bernardes Cirino em 18 de setembro de 2012 às 20:26

Fui informada de que essa clínica possui um medicamento que é usado em casa e diminui a síndrome da abstinência, chegando até mesmo ao abandono de drogas como o "crack", pq em uma cidade perto tem uma pessoa que usou o medicamento e parou de usar crack.Quero obter informações sobre tal afirmativa, pq precisamos adquirir, não podemos como manter meu filho clínica, só m 60 dias. Resposta p favor.

 
maria graças neves pereira calhau em 30 de julho de 2012 às 16:03

Este material não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído.
Copyright 2014 © O Liberdade - Todos os direitos reservados. By Bimboo Software

Expediente | Anunciar no site | Trabalhe Conosco | Reportar Erro